O Mito de "Escrever Bem" e Como me Tornei Mentora de Grandes Professores

Escrever de forma articulada é importante? Sim. Ter facilidade de escrever? Também.

Mas elas não são decisivas.

Inclusive até alunos que adoram ler e escrever também podem sentir bastante dificuldade com a sua dissertação ou tese.

Uma coisa que você precisa saber a meu respeito. Eu sou uma leitora assídua desde pequena. Eu tinha um livro de conto de fadas daqueles muito grandes, de capa dura, com umas 5 histórias, e eu as lia e relia como se fosse a primeira vez. Todo domingo meu pai costumava comprar para mim e para o meu irmão uma revista chamada “Recreio” que era super diversa e vinha com vários encartes extras, sempre um novo mundo para descobrir.

Durante a adolescência fui aprimorando as habilidades com a escrita, principalmente argumentativa. Como era boa a sensação de terminar uma redação e sentir orgulho do que havia acabado de fazer. Na faculdade, haja folha para escrever as respostas das provas!

Bom, mas nem todas essas facilidades me ajudaram com o TCC...

Não sei se você sabe, mas eu demorei 2 anos para entregar o TCC. 

Troquei de tema 4 vezes. Praticamente terminei um inteiro e decidi recomeçar. Escrevia, mas a minha intuição me dizia que algo não estava encaixando bem - e os meus orientadores, mesmo com as melhores intenções, não percebiam essas lacunas. 

Como era de se esperar, fui deixando o TCC para lá. Fiquei muito envolvida com trabalhos e inúmeros projetos. O TCC era só uma vozinha chata, uma obrigação que eu preferia colocar em último plano. Eu queria que ele se resolvesse sozinho.

Nessa brincadeira, passaram-se dois anos. Minha vida já não estava muito ligada à faculdade, todas as disciplinas já haviam sido pagas. Mas eu ainda faltava me formar. As pessoas perguntavam: “já se formou?” e eu  respondia: “só falta o TCC” - como se não faltasse nada.

Meus pais começaram a me cobrar (nunca tinha acontecido isso). Finalmente eu comecei a me cobrar. E pra ser sincera, foi um período que eu me sentia desapontada comigo mesma.

Como assim? Eu não sempre escrevi bem? Por que não tá saindo nada? Será que eu desaprendi? Será que um dia eu vou conseguir?

Ainda bem que já passou.

O fato é que depois que eu descobri o que vou te contar, eu consegui escrever todo o meu TCC em apenas 3 semanas.

Um trabalho de 70 páginas que me encheu de satisfação, que virou exemplo na faculdade e foi muito elogiado pela banca. 70 páginas em apenas 3 semanas.

Desde então eu passei a direcionar pessoas em seus trabalhos acadêmicos, em termos de execução prática e organização de ideias.

Conforme eu fui expandindo meus serviços e ficando mais conhecida presencialmente e online, não demorou muito para aparecer a minha primeira orientanda de doutorado.

A Essência da Produção Textual

Engana-se quem pensa que ter “o dom de escrever” significa apenas ser capaz de transcrever pensamentos rapidamente. Do nada. Como se bastasse o sortudo tocar no teclado ou na caneta para a magia acontecer e ele não conseguir mais parar de escrever.

Algumas pessoas já começam me pedindo para ensiná-las como escrever com bastante fluidez.  As Técnicas de Escrita que demonstro nos meus cursos e mentorias, literalmente, “viram páginas” e são o ponto alto para uma maior produtividade na escrita.

Acontece que não é possível já partir para a escrita se a mente do indivíduo - e consequentemente, a versão atual do trabalho está assim: 

Existe uma preparação indispensável que antecede as Técnicas de Escrita e permite esclarecer grandes confusões:

 I - Organização Mental
II - Organização Textual

Para sua felicidade, o trabalho árduo de perceber a lógica que se esconde por debaixo de tantas ideias, importantes, mas desorganizadas - é meu.

Meu papel inicial é, com base no seu discurso, colocar no devido lugar o que está confuso até atingirmos a clareza mental suficiente para traçarmos um roteiro minucioso.

Munido deste mapa, você conseguirá enfrentar a procrastinação e as frustrações típicas que ocorrem quando permanecemos no mesmo lugar. Após essa etapa, estará evidente no que você realmente deve focar neste exato momento.

Esses são 3 pontos fundamentais para melhorias no desenvolvimento da escrita. Com estes passos importantíssimos bem estabelecidos, já temos meio caminho andado. Um caminho com menos voltas e retrocessos. No entanto, para a produção textual acontecer, será necessário um ingrediente seu: a prática.

"Um foco por vez"

Mesmo que nas primeiras sessões, você ganhe a clareza necessária para dar continuidade. Isso não é garantia de novas páginas. Pela minha experiência, o que realmente fará com que você se perceba progredindo será: estabelecer metas semanais desafiadoras, mas possíveis dentro da sua rotina.

O desempenho delas deve ser acompanhado com frequência e as intervenções necessárias serem feitas o quanto antes, se o objetivo for realmente colocar a mão na massa sem mais delongas.

Qual é o seu maior problema neste momento?

Se avançar na sua tese/dissertação parece muito difícil para você, é provável que o gargalo esteja antes mesmo da escrita.

A dificuldade de escrever é só um sintoma. 

O que está por trás disso quase sempre são falhas ou lacunas na estrutura científica. 

Resumindo:
Se a pessoa não domina de verdade a proposta de cada uma das subseções da pesquisa dela, ela não tem conteúdo para conseguir montar um roteiro que faça sentido. E sem um roteiro destrinchado, ela não consegue escrever nem colocar quais argumentos estão alinhados com a proposta daquela subseção. 

Percebe como tudo está conectado? 

Tentar escrever à força, sem uma base lógica e argumentativa devidamente organizada é como tirar leite de pedra. 

Não sai nada e você fica se martirizando à tôa...

Eu Organizo e Simplifico para que você Avance em 3 Meses o que muitos demoram 1 Ano

Eu não preciso mais do que 2 horas para organizar a base científica da sua pesquisa e montar com você um roteiro minucioso, destrinchando quase que parágrafo por parágrafo o que deverá ser desenvolvido em cada um dos capítulos, seções e subseções.

A essa altura do campeonato, você não tem condições de continuar perdendo tempo

Você precisa de instruções precisas e acompanhamento frequente. Isso é o que dá resultados rápidos.

Existe um grupo que até sabe mais ou menos como fazer, o problema é conseguir colocar em prática.

Afinal, existe uma diferença entre saber como faz e realmente fazer. 

É o que acontece com meus orientandos de mestrado e doutorado. Você acha que eles não sabem escrever? e como sabem! Mas em uma vida muito corrida, o que você acha que eles vão dar prioridade? Uma entrega pra agora ou uma tese que só é para entregar daqui a 4 anos?

Se bobear, o tempo passa e a pessoa deixa tudo pro final...

1 Tarefa de Cada Vez. Com Prazos Bem Definidos 

Eu não preciso do seu TEMPO. Eu só preciso que você Siga as minhas recomendações e se dedique a cumprir a missão da semana.

Clique para saber como funciona a Mentoria

Mentoria para Teses e Dissertações